segunda-feira, 28 de março de 2011

Sem Reflexão



Porque a tarde é bela
A noite triste
O ser sincero
Nunca desiste
O riso extremo
As vezes tolices
Nos partem os olhos
A mente
Os sois das belas manhãs
O braço do abraço
A boca do beijo
E a razão das palavras

Nenhum comentário: