quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Retornáveis



Com a simplicidade e praticidade do que depende-se de situações externas, eis-me aqui! Apos ter bebido da fonte do distanciamento, do descaso e da displicencia por conveniencia, tento um retorno... Diferenciado do que fui e não mais distante do que sou!
Agora e um voltar concluso! Imparcial e contundente aos que não aprovam... (precisam aprovar a si mesmos!).
Passos vagarosos, evitam o cansar desnecessário dos que tentam auto-aprovação, pelo bem material que possuem, não pelo bem infindável, que seus corações, esquecidos em um armarinho qualquer jazem imbatíveis, assolados e desolados...
Eu retorno. O tempo esperado, foi tempo vivido! E sinceramente, não sinto-me vasilhame de produto qualquer!
Que eu tenha um bom retorno! Saudades de vocês meus seguidores! Um beijo no coração de todos!

Nenhum comentário: